História

A Oficina de Música Pri Si Lá existe há oito anos, sob a coordenação da professora Priscila Botelho.

Pianista, tecladista, pedagoga e pós-graduada em Capacitação Docente em Música Brasileira, Priscila Botelho iniciou os estudos de música aos quatro anos de idade com sua avó, Lydia Dirce Botelho. Sua carreira profissional teve início aos 17 anos, após se formar em piano e teclado, no Conservatório Musical Henrique Oswald.

Foi estagiária da Teca Oficina de Música pertencente à Teca Alencar de Brito, uma das maiores educadoras do gênero no País. Cursou piano popular no EMESP – Escola de Música do Estado de São Paulo – Tom Jobim, antiga ULM, Escola Livre de Música. Priscila Botelho começou a lecionar piano e teclado em 2000, na casa de seus avós. Com a chegada de novos alunos, o espaço ficou pequeno sendo necessário mudar-se para um novo local. A partir daí, novos cursos foram oferecidos e outros profissionais da música se tornaram parceiros da Oficina.

Agora, já não são apenas aulas particulares, e sim, a Oficina de Música Pri Si Lá, uma Escola compromissada com a Educação Musical.

COMO SURGIU O NOME
O avô de Priscila Botelho, Luiz Gonzaga de Souza Botelho, profundo apreciador da música clássica, percebeu que havia no nome da neta, duas notas musicais: Si e Lá. Por isso, sugeriu o nome da Escola, Oficina de Música Pri Si Lá. E assim foi feito. Realmente, uma ideia muito original.

POR QUE OFICINA DE MÚSICA?
Pelo fato de, juntos, direção, aluno e professor construírem o conteúdo a ser estudado ao longo do curso.